Nada faz sentido quando assim me encontro.
Olho para os lados, vejo todos, não vejo ninguém.
Eu choro sozinha então. Me vejo num escuro, onde só enxergo o que não quero.
Não sei se optamos por sentir, se podemos simplesmente sair desse sentimento.
Eu volto, vejo tudo novamente, onde parei? Porque deixei chegar aqui?
Não lembro qual foi a escolha, o tempo, o cheiro. Lembro vagamente de músicas.
Ouço agora o grito mudo da esperança dentro desse coração que bate forte e pesado.
O que eu faço? Eu corro, eu grito, eu choro. E no fim, eu acabo no único lugar onde eu me vejo verdadeiramente, no colo do amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s