Na vida existem sonhos que devemos deixar na gaveta pra um dia lembrar que eles existiram.
Tem sonhos que parecem tão próximos, e em segundo, percebemos o grande abismo que nos separa dele.
Ás vezes conseguimos alguns pequenos. Uns aqui, outros ali. Mas os grandes? Eles dependem desse mundo real que vivemos cheio de dificuladade.
Eu tenho poucos. Alguns me apertam o coração com medo de saber se um dia vou poder tirar da gaveta. Outros eu sei que lá vão ficar.
A gente aprende a trocar de sonho, a substituir, mas lá no fundo, vou sempre ver aquele outro, com os detalhes, as flores, o cheiro.
E assim, em passos eu vou vivendo, sonhando, acordando, morrendo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s