permita-se

eu sou o novo, eu sou o velho.
sou a brisa, calmaria, gritaria.
eu vejo números em árvores.
eu sou forte, sou fraca.
eu vou atrás do que procuro.
eu fujo quando tenho medo.
eu sinto coração quando te vejo,
amo quando posso.
sou vento forte em dias quentes.
eu canto alto, sussurro ao pé do ouvido.
eu te vejo de longe, de perto.
eu sou palavras, sou cantigas.
eu sou uma potência em tudo.
sou escolhas, sou caminho.
eu quero o mundo colorido.
eu espalho sorrisos.
eu sou triste, sou feliz.
eu sou extremos.
eu sou a sorte, sou inspiração.
sou careta, em ambos sentidos.
sou de doce, de amargo, de limão com sal.
sou jujuba e chiclete.
eu sou o que quero ser.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s