No meu conceito mais cru, eu te vejo sob um olhar meu.
Volto a contar dias, horas, momentos.
Momentos eternos de felicidade, ainda ouço nossas risadas ecoarem no coração cheio.
Hoje eu escrevo o que talvez só pra mim tenha tanto significado.
Não preciso mais fechar os olhos pra sonhar, nem sonhar pra viver.
Viver é acordar, o banho, a música, o rádio, o trânsito. Sonho é o anoitecer, deitar, o cheiro, o beijo, o junto.
Nem tudo é belo aos olhos de todos, nem todos são belos e sabem admirar a arte por si só. Mas, o que sempre é válido é a continuação da livre expressão, assim como a sua, assim como a dela, e assim como a minha.
Uma parte aqui, ou lá, eu construo minha história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s